FIGG

O Festival Internacional de Guitarra de Guimarães representa uma aposta no reconhecimento da cidade de Guimarães enquanto produtora de criatividade e de novas criações artísticas, contribuindo para o posicionamento da mesma a nível nacional e internacional.

Nasceu em 2014 no seio da Instituição Centenária Sociedade Musical de Guimarães. É um projeto cultural e formativo idealizado e fundado pelo guitarrista Nuno Cachada. 

Conta com o apoio financeiro do Município de Guimarães e do programa Europa Criativa da União Europeia.

Tem como principais objetivos reforçar a vertente da guitarra clássica no panorama musical, quer no contexto pedagógico e formativo, quer no do espetáculo, visando potenciar uma nova atitude de aproximação à guitarra clássica, ainda pouco divulgada enquanto instrumento solista.

Organizado pela primeira vez em dezembro de 2014, teve adesão imediata, com a inscrição de mais de uma centena de jovens guitarristas de todo o país, bem como de países europeus como Espanha, Bélgica e Alemanha, para participarem nos concertos, masterclasses, workshops e no concurso internacional de Guitarra “Cidade de Guimarães”.

As edições seguintes, levaram a reforçar estas vertentes e mesmo a alargá-las à investigação através da realização de conferências em parceria com vários investigadores e Universidades portuguesas e estrangeiras.

O seu programa é abrangente e inclui Concertos, Masterclasses, Workshops, Conferências, Programa “EuroStrings Artists”, Concurso Internacional de Guitarra “Cidade de Guimarães, Programas educativos, Programa “Jovens Talentos FIGG”.

Vários guitarristas, pedagogos e investigadores mundialmente reconhecidos como Costas Cotsiolis, Dejan Ivanović, Michalis Kontaxakis, Judicaël Perroy, Hubert Käppel, Danijel Cerovic, Dávid Pavlovits, Julia Trintschuk, Yuki Saito, Ricardo Barceló, Robert Trent, José Manuel Dapena, Pedro Rodrigues, Joaquim Simões, Andréa Roberto, Antero Pellikka, Dmytro Omelchak, Nicola Montella, Brian Head, Tiago Gil Oliveira, Carlos Piñuela, entre outros, participaram neste festival ao longo de suas cinco edições.

É membro da primeira plataforma Europeia no sector da Guitarra – EUROSTRINGS – que reúne 19 festivais Internacionais de guitarra da Europa.